PT | EN

Das Nove às Seis é uma peça desenhativa (inventando um termo para o que de activador da performatividade o desenho tem) que fez uso de uma possibilidade dispositiva a exposição colectiva que faz uma leitura do artista como trabalhador corporativo, digno de escritório próprio para nela se inscrever criticamente. Na continuidade deste projecto, Ovídio, enquanto trabalhador-artista, no horário das nove às seis, propõe o desenho do plano de trabalho e trabalhos resultantes. O desenho torna-se o lugar, o lugar é o albergue do trabalho, e o trabalhador constrói o lugar. O círculo auto-alimenta-se.

Ficha Artística / Técnica

Xavier Ovídio
Das nove às seis (continuação), 2024
Peça desenhativa

Residência de coprodução
Appleton e O Espaço do Tempo

© Xavier Ovídio

Lisboa, 1989. Trabalha entre Lisboa e Toulouse. Através de uma abordagem multidisciplinar, a sua obra parte da amplitude temática dacondição humana, respondendo às condições de trabalho, ou simplesmente espelhando a sua vida quotidiana, a sua passagem e peregrinação no mundo emmutação. Recorrendo à pintura e desenho como alicerces espontâneos dopensamento, expressa-se também por meio de escultura, som, vídeo e performance, apartir dos quais explora variados temas de forma poética e lúdica.

Xavier Ovídio / Appleton

Newsletter