“PONTS”

Último Momento | João Paulo Santos | + Erva Daninha | Vasco Gomes |

França e Portugal
11 MAR 2018 a 15 MAR 2018

Este projecto nasceu da vontade de colaboração entre duas companhias de circo contemporâneo em França e Portugal.
O Último Momento é uma companhia franco-portuguesa criada por João Paulo Santos, artista de circo português e Guillaume Dutrieux, músico francês. A companhia tem a sua base em França, mas viaja por todo o mundo. Propõem espectáculos, com base no Mastro Chinês, a especialidade de João Paulo Santos, mas também trabalham com outras áreas artísticas como a dança e o vídeo. A formação e experiência de João Paulo Santos, permitiu às estruturas portuguesas a valorização do circo contemporâneo, ainda raro e com pouco reconhecimento no nosso país.
A Companhia Erva Daninha tem como missão a criação de circo contemporâneo explorando o diálogo entre diferentes expressões das artes performativas. Nasce oficialmente em janeiro de 2006 e centra-se exclusivamente na investigação de novas formas de fazer e apresentar circo, procurando elevar o virtuosismo a uma forma de comunicação de ideias e emoções.
João Paulo Santos, de Último Momento e Vasco Gomes, de Erva Daninha têm percursos diferentes, mas um objectivo comum: inventar novas formas de fazer circo, contribuindo sempre, para o desenvolvimento desta arte em Portugal e a sua expressão no estrangeiro.
Ao longo do tempo, os seus trajectos têm-se aproximado e reforçaram a cumplicidade e visão de criação dos seus projectos. Depois de verem, consolidada, a respectiva linguagem artística de cada um, João Paulo Santos e Vasco Gomes desejam, daqui para a frente, tirar proveito das experiências de cada um.
Erva Daninha é uma das raras equipas portuguesas a propor criações de circo contemporâneo, em Portugal. Por seu lado, João Paulo Santos pretende reforçar as colaborações com o seu país de origem e o seu objectivo é partilhar a sua experiência e reconhecimento, no sentido de impulsionar o desenvolvimento de criações circenses nacionais.
Esta criação é o reflexo artístico de um compromisso humano: estabelecer o diálogo e o encontro de energias, de almas e de desejos. Acreditar no comum, agir em conjunto. Cada um partilha com o outro, aquilo que faz melhor, dentro de um espírito de troca e de produção repartida.

Direção e Interpretação: João Paulo Santos e Vasco Gomes
Cenografia: Julieta Guimarães
Produção: Julieta Guimarães e Anaïs Longiéras
Apoios confirmados: Rede 5 Sentidos, O Espaço do Tempo – Montemor-o-Novo, ACERT - Tondela.
Pesquisa a decorrer para co-produções e acolhimento em residência em França e Portugal.

Estreia Portugal: 5 Outubro 2019 | Teatro Viriato de Viseu
Estreia França : Início 2020