SOBRE LEMBRAR E ESQUECER 

Paula Diogo, Sónia Bapista, Estelle Franco, Masako Hattori 

Portugal
Convento da Saudação
12 JAN 2018 a 21 JAN 2018


"Nos últimos 5 anos de vida a minha avó perdeu as faculdades muito rapidamente. Ela que tinha sempre sido uma mulher activa e independente viu gradualmente o seu corpo e a sua cabeça deixarem de obedecer da maneira habitual. Para a obrigar a recordar-se de quem era a minha avó arranjou um caderno onde lhe pedia para escrever um pouco da sua história: o nome, com quem era casada, onde vivia e onde tinha vivido até à data, onde tinha estudado, onde tinha nascido, onde tinha trabalhado, o número de filhos, netos e bisnetos que tinha e todos os seus nomes, etc. Penso que este poderia ser o ponto de partida para um espectáculo sobre as tarefas que inventamos para organizar as nossas lembranças e para as obrigarmos a moverem-se para uma zona de luz. 

Esta investigação sobre a memória e o esquecimento, realizada por quatro criadoras-intérpretes vindas de lugares e experiências distintas, é o primeiro capítulo de uma trilogia inspirada pelo livro "Les Formes de l’oubli" do antropólogo Marc Augé. Três espectáculos para reflectir sobre o modo como as lembranças operam nas nossas vidas: o que escolhemos recordar ou esquecer, ou o que somos capazes de recordar e esquecer. Por hábito, por condicionamento, por auto-preservação, por acidente. Nós somos as nossas memórias. E se as nossas memórias não são mais que um produto da nossa imaginação (como disse André Breton), o que somos nós então?" Texto de Paula Diogo

Criação e Interpretação: Paula Diogo (Portugal), Sónia Baptista (Portugal), 
Estelle Franco (França), Masako Hattori (Japão)
Dramaturgia: Argyro Chioti (Grécia) Acompanhamento: Alfredo Martins e Alex Cassal Desenho de Luz: Daniel Worm Produção: Má-Criação
Co-Produção: Teatro Maria Matos, Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo), Centro de Criação de Candoso (Guimarães) e Citemor (Montemor-o-Velho)
Este projecto conta com o apoio do Governo de Portugal / DGArtes