TAU-TAU

Von Calhau!

PT
10 OUT 2016 a 16 OUT 2016




FICHA ARTÍSTICA :

Direcção e concepção plástica: Von Calhau!
Intérpretes: 2 pares (Von Calhau! e dois intérpretes a designar)
Técnico de luz: Nuno Patinho
Técnico de som: (a designar)
Direcção técnica: Carlos Ramos
Produção: BoCA
Direção de produção: Ana Rita Osório
Produção executiva: Manuel Poças e Solange Freitas

Estreia:
17, 18, 19 de março de 2017
Teatro da Politécnica (Lisboa)





Surgidos no Porto em 2006, !Von Calhau! são Marta Ângela e João Alves. Os Von Calhau! têm vindo a desenvolver um fecundo trabalho de colaboração nas áreas da música e das artes visuais, com múltiplas ramificações e cruzamentos vários, que se vai manifestando em concertos e performances, na edição de discos, na realização de filmes e vídeos, numa profusa produção de desenhos e obra gráfica, ou em publicações. Com recurso a esses diferentes meios, e explorando constantemente a miscigenação de referências e elementos das mais diferentes extrações, os Von Calhau! têm vindo a construir um imaginário e uma cosmogonia muito próprios, esotéricos e sincréticos, a partir dos quais interrogam a nossa condição no mundo, ao mesmo tempo que averiguam o sentido da colaboração inerente a tudo aquilo que fazem.

Além dos álbuns, o seu percurso desde então inclui projectos performativos e expositivos: Galeria ZDB, Atelier MTK (Grenoble), Instituto Araújo Porto/Fundação de Serralves, 10a edição do Prémio União Latina, MUSAC (León) ou Mackintosh Museum (Glasgow) e participaram em diversos festivais, tais como Netmage (Bolonha), Kraak (Berlim) ou Les Urbaines (Lausanne).

Integraram a exposição "12 Contemporâneos: Estados Presentes" da Fundação de Serralves, com curadoria de Suzanne Cotter e Bruno Marchand. Em 2015 apresentaram uma exposição individual na Culturgest, com curadoria de Miguel Wandschneider. Em dezembro de 2015 apresentaram uma performance no Palais Tokyo (Paris), no quadro da exposição de artistas portugueses Au sud d’aujourd’hui. Art contemporain portugais [sans le Portugal] com curadoria de Miguel von Hafe Pérez (na Fondation Calouste
Gulbenkian Paris).

X