Da Imortalidade

Propositário Azul

BlackBox | Montemor-o-Novo
23 MAR 2015 a 29 MAR 2015

No âmbito do projecto DA IMORTALIDADE – conjunto de residências artísticas de intercâmbio e criação teatral a partir do Épico de Guilgamesh – terá lugar mais um Laboratório Interdisciplinar de Criação Teatral que reúne um núcleo de criadores e abre-se à participação de outros intérpretes nas áreas do teatro, da dança e da música, bem como artistas visuais, videastas, dramaturgistas e estudantes das áreas mencionadas.

Este Laboratório insere-se num programa mais amplo de residências artísticas itinerantes, de caracter interdisciplinar e de formação teatral a decorrer em diversas cidades em Portugal, Palestina, França e Itália, desenvolvidos em interação com artistas de disciplinas e culturas diferentes que trazem a sua própria visão sobre este texto anterior à Bíblia.

RESIDÊNCIAS REALIZADAS:Portugal:Lisboa (Espaço da Penha – Forum Dança/ O Rumo do Fumo), de 16 a 22 de Dezembro de 2014; (ver Teaser),Viseu (Teatro Viriato), 24 a 30 de Janeiro de 2015;Palestina:Gaza (Theatre Day Productions) de 4 a 9 de Janeiro de 2015;Cisjordânia (Al-Harah Theatre) de 10 a 17 de Janeiro de 2015;PRÓXIMAS RESIDÊNCIAS:Portugal:Ilha da Armona (Ilha dos Amores), de 25 a 31 de Maio de 2015França:Seillon-Source-d'Argens (município local e The Edward Said National Conservatory of Music), de 16 a 22 de Agosto de 2015.Itália:Pollina, Palermo, Sicília, (Associazione Teatrale Còrai), de 24 a 30 de Agosto de 2015.

________________________________

Direcção artística e metodologia Nuno Nunes | Direcção de produção Hugo Sovelas | Direcção plástica Ana Limpinho | Versão em língua portuguesa do texto Francisco Luís Parreira | Apoio à dramaturgia Statt Miller | Produção Propositário Azul 

Com Atta Nasser, Francisco Luís Parreira, Hugo Sovelas, João Miguel Mota, Nuno Nunes, Sofia Dias, Statt Miller, Ana Carina Paulino, Ana Galeano, Bernardo Xavier, Catarina Caetano, Francisco Campos, José Miguel Ribeiro, Maria João Crespo, Paulo Quedas, Sara Cipriano, Vítor Guita. 

Acolhimento O Espaço Do Tempo | Apoio financeiro Direção Regional de Cultura do Alentejo, Fundação Calouste Gulbenkian, Teatro Viriato | Parceiros das residências Al-Harah Theatre, Associazione Teatrale Còraì, Ilha dos Amores, Mairie de Seillon-Source-d'Argens, Theatre Day Productions, Teatro Viriato  | Outros parceiros Teatro da Cornucópia, The Edward Said National Conservatory of Music 

________________________________

As sessões de trabalho decorrerão em dois períodos diários, das 10h às 13h e das 14h às 18h.

No final da residência, haverá uma apresentação pública informal, seguida de debate sobre o trabalho realizado.

________________________________

O Épico de Guilgamesh é uma narração suméria datada do terceiro milénio a.C, e descoberta em placas de argila em 1849 em Nínive, na região norte do actual Iraque. Conta a história do mítico rei Guilgamesh que a actual arqueologia comprova ter reinado por volta de 2750 a.C em Uruk, a sul daquela região. Tido como o mais antigo texto da humanidade conhecido até hoje, tem sido objecto de contínuas e actualizadas traduções resultantes de novas descobertas arqueológicas que cruzam versões de épocas diferentes.

 

"[Aquele que testemunhou o Abismo,] a fundação da cidade

[que conheceu] [......] em tudo era sábio!

[Guilgamesh, o que] testemunhou o Abismo, a fundação da cidade,

(que) conheceu [......], em tudo era sábio"