Teorema

John Romão

Portugal
Convento da Saudação | Montemor-o-Novo
06 JAN 2014 a 19 DEZ 2013


A queda do sentido do sagrado na contemporaneidade inaugura a procura de uma nova relação com o real. Sacralizar é manifestar a presença camuflada do sagrado no seio do real. Fazer aparecer um objecto como um enigma onde o sagrado está em iminente explosão, é chamar a atenção para a sua unicidade e o mistério da sua razão de ser. O sentido popular do sagrado foi exaltado por Pier Paolo Pasolini, o sobrepoletariado urbano ou rural são para si o último bastião do fervor religioso e da autenticidade arcaica.

Reciclando a génese de Teorema, o texto e filme homónimos de Pasolini, o novo espectáculo de John Romão utiliza um dispositivo aparentemente cinematográfico como forma de expor a "autenticidade do real", com a presença de 1 actor e um grupo de 12 skaters em cena, hierofanizados por um amor alucinado, infantil e pragmático pelo real. Este mesmo amor, porque é de paixão e de fé e de fervor que se trata, protagonizado por corpos marginais (os seus "ragazzi di vita"), foi também o agente que levou à morte Pasolini, num todavia misterioso (profético? político? encenado?) homicídio.

 

FICHA ARTÍSTICA

Direcção e espaço cénico: John Romão

Com: John Romão, os skaters Francisco Lima, Wesley Dias e 10 skaters da região onde é apresentado o espectáculo

Textos: Tiago Rodrigues a partir de Pier Paolo Pasolini

Desenho de luz: Daniel Worm d'Assumpção

Música: Nicolai Sarbib

Colaboração coreográfica: Elena Córdoba

Colaboração cenográfica: F. Ribeiro e José Capela

Assistência de direcção: Solange Freitas

Direcção técnica: Roberto Cafaggini

Co-produção: Colectivo 84 (Lisboa, PT), Konstanz Theatre (Konstanz, DE)

O Colectivo 84 é uma estrutura subsidiada pelo Governo de Portugal – Secretaria de Estado da Cultura / Direcção Geral das Artes