Octopus adorabilis

Jonas&Lander

PT | BR
Convento da Saudação
08 OUT 2016 19:00


No seguimento de 5 anos de colaboração, em que Jonas e Lander mergulharam no campo criativo um do outro, nesta nova peça assume-se uma direção partilhada como ponto de partida.

Nesta nova criação de Jonas&Lander pretende-se criar um processo de trabalho que mescla inspirações contrastantes, variando entre estruturas coreográficas sob influência das danças suffi com a amplitude e elegância das mãos expressivas de Bob Fosse. Um casamento entre a precisão e o tosco, fortemente marcado pela apropriação de um corpo rítmico e vocal, características que têm distinguido esta dupla.

Pretende-se criar um espaço solene preenchido com diversas manobras ritualísticas operadas por corpos em estado de emergência. Estes corpos dançantes pretendem alterar a velocidade do tempo visual através de constelações coreográficas nervosas. Criam-se corpos e seres virtuais que se desdobram em tarefas físicas extremas e contrastantes, assimilando uma série de ficções que provocam fricção na linha dramatúrgica da peça.


Também como ponto de partida, Jonas&Lander conjugarão diversos interesses que habitam os seus universos criativos: relações simétricas-assimétricas, fisicalidade e expressão, tarefas virtuosas, a voz como elemento coreográfico e a incoerência narrativa. Como estratégia fermentarão estes macro-interesses até formar uma matéria performativa autorreferenciada e singular, tornando esta peça num ato simbólico de uma união criativa.



Criação: Jonas&Lander
Interpretação: Jonas Lopes, Lander Patrick, Sara Zita Correia
Figurinos: Carlota Lagido
Desenho de luz: Carlos Ramos
Produção: [PI] Produções Independentes | Tânia M. Guerreiro
Coprodução: Teatro Maria Matos e Centro Cultural Vila Flor

Residências artísticas O Espaço do Tempo, Alkantara (PT), Centro Cultural Vila Flor (PT),
Centro de Experimentação Artística no Vale da Amoreira/Câmara Municipal da Moita, Artemrede/Projeto Odisseia (PT), DeVIR/CAPa (PT), Câmara Municipal de Lisboa/Polo Cultural | Gaivotas Boavista, PACT Zollverein (AL), Sín Culture Centre Budapeste (HU), Graner/Mercat de les Flors (ES), Nave (CL). Produções Independentes é uma estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes