SAFIRA

Chaparro Inquieto

Portugal
Herdade das Valadas - Safira | Montemor-o-Novo
20 JUL 2013 18:00

            ©Cristina Soares

 

INTEGRAÇÃO
A beleza da paisagem alentejana constitui o pretexto e o mote do Festival, fornecendo os recursos e o "pano de fundo" que inspiram as obras, os espectáculos, e os momentos de lazer.

ORIGINALIDADE
Um dos objectivos do Festival, é fazer algo diferente do habitual, apresentando, sobretudo, propostas surpreendentes, que não fazem parte da oferta cultural mainstream, e portanto, desconhecidas da maioria das pessoas que nos visitam. A tendência será para aumentar a aposta em obras concebidas no local, em regime de residência artística.

MULTIDISCIPLINARIDADE
Não se trata, unicamente, de um evento de música, dança, ou artes performativas, mas sim de um espaço de cruzamento e partilha entre várias disciplinas artísticas.

ABRANGÊNCIA
É um evento para toda a família, com motivos de interesse alargados a várias faixas etárias, para adultos e jovens.

DIVERSÃO
A ideia do Festival, é proporcionar uma experiência de lazer – de matriz cultural – estimulante e divertida.O que vou poder fazer no Festival? Passar um óptimo dia no campo, divertir-me com os amigos e a família, e desfrutar de um conjunto variado e diferente de "acontecimentos" culturais, que irei recordar por muito tempo.A beleza e o espírito do lugar justificam, só por si, a vinda a Safira.É sobre este "quadro", que criamos uma vasta oferta de eventos  artísticos e culturais.SAFIRA, um Festival singular que tem algo para todos, famílias, jovens e adultos.

 

       ©Cristina Soares

 

 

Programa:

VÍTOR RUA & AMÍLCAR VASQUES DIAS | "Sweet violence"
Concerto de improviso electro & acústico, para guitarra de 8 cordas, pedais de efeitos, iPad, piano digital e chocalhos alentejanos de rebanho virtual…

 

 

TEATRO MERIDIONAL | "O Senhor Ibrahim e as flores do Corão"
Em Paris, nos anos 60, Momo, um rapazinho judeu de onze anos, torna-se amigo do velho merceeiro árabe da rua Bleue. Mas as aparências iludem: o Senhor Ibrahim, o merceeiro, não é árabe, a rua Bleue não é azul e o rapazinho talvez não seja judeu.

 

TANIA CARVALHO | "Madmud"
Concerto para piano e voz

 

TIAGO RODRIGUES com a COMPANHIA INSTÁVEL  | "Pedaços de tudo o que temos"
No final de uma residência artística n’O Espaço do Tempo para a nova peça que Tiago Rodrigues dirige para a Companhia Instável, intitulada "Tudo o que temos são estes corpos", apresentamos fragmentos de tudo o que temos até agora. São diálogos entre o corpo e a palavra, entre o que acontece à dança quando falamos sobre ela. Ao longo da tarde, a equipa de bailarinos desta peça apresenta diversos fragmentos do seu trabalho e um artista vídeo regista depoimentos do público de Safira que serão depois transformados em material coreográfico.